Pequenos-almoços fartos, almoços antecipados e compras no mercado. Eis 12 sugestões, em Lisboa e no Porto, para as manhãs deste fim de semana, antes do recolhimento obrigatório.

1. Casa Vasco, Porto

Acozinha descontraída do chefe chileno Camilo Jaña saboreia-se, por agora, nas manhãs de fim de semana. Além de quesadillas de gambas ou de frango (€6,20), a carta da Casa Vasco, no Porto, inclui ceviche de vários peixes (€13,80) ou de salmão (€13,20), e mini-hambúrgueres de carne de novilho (€4,60). Nos cocktails, o pisco sour (€4) será uma boa opção para acompanhar a refeição. Existe ainda um menu brunch (€16): taça doce, ovos ou quesadilla, uma panqueca ou um doce à escolha. Tudo também entregue ao domicílio. R. do Padrão, 100, Porto > T. 22 610 8059 > 21-22 nov, sáb-dom 10h-13h

2. Manna Porto

0 café-restaurante Manna Porto vai estar aberto nas manhãs deste sábado e domingo, 21 e 22, a quem queira “fazer um almoço antecipado, antes do recolher obrigatório”, diz Hélder Miranda, coproprietário com Sara Sá. Além de pão de fermentação lenta, panquecas, ovos mexidos e papas de arroz, haverá socca (crepe à base de farinha de grão-de-bico, com húmus e legumes salteados, €9), malga de arroz com ovo curado, kimchi, cogumelos, ervas frescas e frutos secos (€11), focaccia de massa-mãe (€10) e tostas com queijo artesanal e legumes da época (€8,50). A ementa está também disponível para entrega durante a tarde, na Uber Eats e na Glovo. R. da Conceição, 60, Porto > T. 91 628 5608 > 21-22 nov, sáb-dom 9h-12h30

3. Almeja, Porto

O chefe João Cura, do Almeja, vai preparar um brunch para este sábado, 21, da parte da manhã. A refeição inclui pão de fermentação lenta com shakshuka e queijo feta, santola benedict com bolo de arroz, alho-francês com zátar e romesco, e papas de farelo com granola e bananas caramelizadas com xarope de ácer. Uma bebida e café de saco acompanham a refeição na sala, ou no jardim, deste restaurante que ocupa o lugar de uma antiga mercearia de chás e de cafés. O brunch está também disponível para takeaway (até às 13h) ou entrega em casa, durante a tarde (taxa €2,50, raio de 4 km). R. Fernandes Tomás, 819, Porto > T. 22 203 8120 > 21 nov, sáb 10h-13h > €25 (reserva até sex, 20 nov)

4Zunzum Gastrobar, Lisboa

Neste sábado e domingo, das 8h às 12 horas, a chefe Marlene Vieira vai estar a servir um Pequeno-Grande-Almoço no Zunzum Gastrobar, no Terminal de Cruzeiro de Lisboa. À mesa, haverá pão caseiro, panquecas, ovos, croissants, bowls de frutas e cocktails, como o mimosas, entre outras surpresas, para saborear no sala ou na esplanada, à beira-Tejo. A refeição dá direito a 30% de desconto no takeaway: são dois pratos de forno à escolha (um de carne, outro de peixe), para levar para casa e não se preocupar com o almoço ou o jantar.Terminal de Cruzeiros de Lisboa, Edifício Norte, Doca do Jardim do Tabaco, Lisboa > T. 21 050 0347 > 21-22 nov, sáb-dom 8h-12h > €18,90, crianças até aos 7 anos €9,45

5. Lux Frágil, Lisboa

Perto de Santa Apolónia, à beira-Tejo, o Lux Frágil troca as tardes pela manhã e neste sábado, 21, abre o Terraço entre as 10h e as 13 horas. No cardápio, anunciam-se castanhas e para mostrar que, por aqui, se resiste contra ventos e marés, conte-se com música do DJ Rui Vargas. A entrada é livre, sujeita à lotação do espaço, já se sabe. No Piso 0, a performance do artista iraniano Sorour Darabi, integrada no Alkantara Festival, a decorrer em Lisboa, está marcada para as 11 horas. Av. Infante D. Henrique, Armazém A, Cais da Pedra a Sta. Apolónia, Lisboa > 21 nov, sáb 10h-13h

6. Casa Mocambo, Lisboa

Para se manter à tona e enfrentar as contrariedades do recolhimento obrigatório deste fim de semana, a Casa Mocambo, que reúne restaurante, galeria de arte e sala de espetáculo, no bairro da Graça, em Lisboa, organiza neste domingo, 22, a festa Diga Bom Dia com Mukambo. A partir das 9 horas, ao som do DJ Mukambo, que mistura ritmos angolanos com latinos, haverá dois menus especiais: um a pensar no pequeno-almoço (€6), mais leve e simples; e um brunch (€10), para satisfazer apetites com mais substância. Na ementa, conte com chocolate quente, sumo natural de papaia, torradas, Cuzcuz di Terra com manteiga e compota ou mel; chamuça de frango ou legumes, panquecas com calda de frutos vermelhos, cupcake de cenoura e gengibre, entre outros sabores. R. do Vale de Santo António,122 A, Lisboa > T. 91 250 9906 > 22 nov, dom 9h-12h30 > reserva até 21 nov, sáb 12h

7. Bla Bla Glu Glu, Lisboa

Depois de um pequeno-almoço em versão mata-bicho, no primeiro fim de semana de recolhimento, Leopoldo Calhau volta a abrir o Bla Bla Glu Glu, no Largo das Olarias, para uma aula de cozinha, a que chamou “Se queres comer então vens cozinhar”. Neste sábado e domingo, 21 e 22, a partir das 9h, dez amadores ou experientes nesta matéria são desafiados, em cada dia, a preparar pratos tradicionais da cozinha portuguesa, ao lado do chefe. A seguir, é ir para casa, dentro do horário estabelecido, e saborear o repasto. Lg. das Olarias, 22, Lisboa > T. 91 016 3649 > sáb-dom 9h-12h

8. Mercado de Produtores, Lisboa

É com iguarias preparadas pela dupla de cozinheiros Mateus Freire, do restaurante Faz Frio, e Duda Ferreira, da Lupita Pizzaria, que vai decorrer, neste sábado, 21, o Mercado de Produtores, na Praça de São Paulo, em Lisboa, organizado pela loja e br de vinhos Comida Independente. Depois da abóbora, da batata-doce e da castanha, será a vez de se saborearem pratos confecionados com cogumelos. Além destas sugestões, haverá também algumas variedades para levar para casa. Até 19 de dezembro, sempre ao sábado, esta praça, perto do Cais do Sodré, vai receber oito produtores fixos e dois convidados, que ali vão estar a vender legumes, pão, flores, mel e vinho. Pç. de São Paulo, Cais do Sodré > Até 19 dez, sáb 9h-12h30 (horário deste sáb de recolher obrigatório)

9. Musa, Lisboa

Neste domingo, 22, a cozinha da cervejeira Musa, em Marvila, vai estar ocupada por cinco duplas de chefes de cozinha e jornalistas. São eles, Tiago Pais e Catarina Moura, Pedro Monteiro e Octávio Delmonte, Pedro Abril e Tiago de Lima Cruz, Diogo Lopes e Ricardo Raimundo e Leonor Godinho e Bernardo Agrela. Para abrir o apetite, aqui ficam alguns pratos que vão estar à prova neste pequeno-almoço especial: pão de centeio, ovos benny, cebolo e raspas de katsuboshi; panqueca de sourdough, chucrute, ricotta e pecorino; couve-flor gratinada e morcela; scones com língua, ovo e farinheira; pastel de caldo verde e maionese de chouriço e moelas estufadas com molho de tomate fumado. Nos doces, haverá tarte Snickers e tarte de queijo de São Jorge com coulis de marmelo assado. Cç. Salvador Correia de Sá, 2, Lisboa > T. 21 342 0201 > 22 nov, dom 9h-11h

10. Geographia, Lisboa

Neste sábado, 21, a partir das 10 e 30, hora de jantar em Timor-Leste, será servido o Pequeno-Jantar, no restaurante Geographia (menu degustação €25). Para saborear, até às 12 e 30, haverá muitas sugestões que são uma viagem pelo mundo. Com a sopa rolom de atum fresco e carolo de milho, chega-se a Cabo Verde; e com o lombo de atum corado com cebolada, xerém de milho, matapa de espinafres e achar, saboreiam-se as cozinhas de Portugal, Cabo Verde e Goa.

De Angola, apresenta-se o peixe braseado com molho calulu, quiabo, tomate, espinafre e óleo de palma; da Guiné Bissau, o caldo de mancarra (amendoim), e de Timor Leste, o midar-sin de porco preto com sambal luat e arroz de coco e açafrão. Segue-se Mocambique, para provar o caril de vegetais com amendoim e arroz de coco, e o Brasil, aqui representado pela moqueca de palmito, quiabos e arroz. A viagem termina com bolo de banana caramelizada, de Cabo Verde, e gelado de baunilha, de São Tomé e Príncipe. R. do Conde, 1 , Lisboa > T. 91 115 0703, 21 396 0036 > 21 nov, sáb 10h30-12h30

11. Boa Bao, Lisboa

No Largo Rafael Bordalo Pinheiro, o restaurante pan-asiático Boa Bao preparou duas opções de brunch com menu fixo (€22/pessoa), para as manhãs deste fim de semana. Esta refeição, que mergulha em diferentes cozinhas asiáticas, começa com um chá especial da casa, quente ou frio, e chamuças vegetarianas com chutney de tamarindo.

Da Índia, seguimos para a China para provar uma combinação de dim sums e crepes. Se optar por uma rota não vegetariana, há wontons fritos de galinha e camarão e seis opções de baos, os pãezinhos recheados a lembrar o Taiwan, com regresso à China para uma aconchegante sopa de wontons. No menu vegetariano, depois das entradas, destaca-se o bao de beringela chinesa com batata-doce e cogumelos e a espetada dupla de tofu marinado com molho picante. Ambos os menus terminam com dim sum de chocolate belga e laranja com gelado de gengibre ou sorbet de coco, na versão veggie. Lg. Rafael Bordalo Pinheiro, 30, Lisboa > T. 91 902 3030 > 21-22 nov, sáb-dom 10h30-13h

12. Santos Collective: Farmers Market, Lisboa

No largo frente à Igreja de Santos-o-Velho, decorre mais uma edição do Farmers Market, organizado pela Santos Collective, entidade sem fins lucrativos dedicada a promover o comércio local da zona da Estrela. O mercado, que decorre entre as 9 e as 13 horas, deste sábado, 21, junta pequenos produtores locais de frutas e legumes orgânicos, pão artesanal, queijo vegan, flores, doces, molhos, entre outros negócios com práticas conscientes e em pequena escala. No domingo, 22, conte ainda uma sessão de ioga (10h-11h30) pelo estúdio Baraza Yoga, seguido de brunch servido na Mercearia da Mila, ali a dois passos. Igreja de Santos-o-Velho, Santos, Lisboa > 21-22 nov, sáb-dom 9h-13h

In Visão 20/11/2020
https://visao.sapo.pt/visaose7e/comer-e-beber/2020-11-20-12-sugestoes-para-saborear-neste-fim-de-semana-antes-do-recolhimento-obrigatorio/